Ensinando e aprendendo: um relato de experiência de extensão universitária na Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba | por Isadora Santana*

Para começar, você meu conterrâneo Tijucano, sabe da existência da Cooperativa de Reciclagem em nossa cidade? Deve-se lembrar do sininho soando pelas ruas…

Pois é, a Cooperativa de Reciclagem é um fruto do Programa Ituiutaba Recicla, programa municipal implementado pela SAE (Serviço de Água e Esgotos) no ano 2000, quando aconteceu o nascimento da Coleta Seletiva com o intuito de destinar a menor quantidade de lixo para o Aterro Sanitário.

Além da preocupação ambiental o projeto teve como um fundamento principal a questão social, a fim de integrar ao programa pessoas que viviam da renda da venda de matérias recicláveis recolhidos no lixão e nas ruas.

No ano de 2000 os responsáveis pela Educação ambiental desenvolveram diversas ações para o esclarecimento da importância de cada cidadão no processo de conservação do meio ambiente, uma dessas ações foi uma peça Teatral, com o foco em crianças e adolescentes e acredite, eu fui um personagem. Desde aí tive experiência nesse projeto, já estava fazendo educação ambiental aos 11 anos de idade com a personagem “Maria Latinha”, peça dirigida pela professora Maísa Franco. Fizemos diversas apresentações e essa experiência ficou para sempre marcada.

O tempo passou e o projeto se consolidou. A Copercicla tem e como tem história e, nessas idas e vindas, em uma cidade pequena a gente sempre reencontra situações que nos remete a algum passado e assim eu tive a grande oportunidade de ser bolsista da Universidade Federal de Uberlândia- Campus Pontal e voltar a ter contato e experiência com a Cooperativa, com projeto: Desenvolvimento de técnicas e ferramentas pedagógicas para o desenvolvimento cognitivo de trabalhadores cooperados em Engenharia de Produção.

Orientada pelo professor Hilano José Carvalho Rocha, que desenvolveu diversos tópicos para o desenvolvimento de uma metodologia para alcançarmos nosso objetivo, que era criar melhorias nas condições de trabalho dos cooperados com a utilização de conhecimentos de Ergonomia, Segurança no trabalho, Gestão da Qualidade, Economia Solidária, Psicologia e Pedagogia.

Copercicla Isadora Santana4

Mas do conteúdo tenho para contar, que é algo que molda nosso raciocínio e a nossa maneira de ver, deixa o nosso olhar menos superficial, aguça nossos sentidos, ensina através de outros experimentos, a experiência de outros que colaboram para que a nossa experiência seja positiva.

Sendo assim, a experiência real, o contato direto com o processo e as pessoas envolvidas faz com que a preparação teórica passe a ter sentido, durante os meses que estive na Copercicla tínhamos como meta implementar um sistema que melhorasse o ambiente de trabalho, visto que graças a conscientização e contribuição da população para que o “estoque” esteja sempre em níveis adequados para a seleção e o processamento, como um problema, o espaço é pequeno e é preciso certa organização, utilizamos como base para nosso projeto os 5’S da qualidade ( Senso de Saúde, Senso de Utilização, Senso de Organização, Senso de Ordenação e Auto disciplina).

Como disse, estudamos para criar meios de introduzir nossas idéias no contexto do trabalho dos cooperados, para que não fosse algo rígido e forçado e sim um aprendizado prazeroso que fosse entendido como “O melhor para eles”.

Projetamos eventos para a aplicação desses sensos, desenvolvemos palestras, jogos, selecionamos filmes, fizemos parcerias com organizações privadas e conseguimos realizar então os Eventos na Universidade, recebemos os cooperados com alegria, o melhor de tudo é a apropriação do local, de expor que a universidade é lugar deles também, como fator de motivação para os cooperados e o sonho que os filhos possam ter a oportunidade de freqüentar aquele espaço um dia.

Copercicla Isadora Santana2

Copercicla Isadora Santana1

Copercicla Isadora Santana6

Copercicla Isadora Santana11

Copercicla Isadora Santana13

Copercicla Isadora Santana5

Copercicla Isadora Santana7

Copercicla Isadora Santana

Graças a parceria de sempre entre os cursos Serviço Social, Pedagogia, Administração e Engenharia de Produção pudemos proporcionar momentos positivos e inesquecíveis no aprendizado.

Copercicla Isadora Santana3

Copercicla Isadora Santana14

Copercicla Isadora Santana15

Copercicla Isadora Santana16

Portanto nesses encontros, durante as pesquisas, em reuniões, em visitas a cooperativa, que desenvolvemos o que há de melhor em nós: O prazer da cidadania, de cada um fazer a sua parte, de cada um lutar de forma digna por sua sobrevivência, por seus sonhos e por suas oportunidades, por querer um mundo melhor, um ambiente mais limpo, mais organizado, onde a população faz a sua parte na separação do material reciclável e eles desenvolvem seu grandioso trabalho para a sociedade e o planeta.

Não tive possibilidade de acompanhar o projeto até o fim, mas sei que lançamos a semente boa, sei que não foi em vão o que vivemos.

Que nós, população, tenhamos consciência do quanto a Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba – Copercicla é importante para o meio ambiente, o quanto contribui para a vida dos cooperados, que nós continuemos a reduzir, reutilizar, separar e reciclar nossos resíduos.

E quando ouvirem o sininho… Abram as portas de suas casas e ofereçam uma água e um cafezinho como bom mineiro!

E minha experiência?

…sinto que ainda não acabou.

Isadora Santana Perfil* Isadora Santana é estudante do 7º período de Administração na Faculdade de Ciências Integradas do Pontal- Facip/UFU.

Anúncios

Saber mais para fazer mais

A Copercicla e a Ituiutaba Lixo Zero na Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba

A Ituiutaba Lixo Zero participou ao lado da Copercicla de um bate papo a respeito da importância da gestão do nosso “lixo” cotidiano domiciliar. O encontro foi na sede da Secretaria de Estado da Fazenda em Ituiutaba, na manhã do último dia 28 de abril e ocorreu no âmbito do programa AmbientAÇÃO dessa unidade.

?

O convite partiu da Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba e teve como objetivo esclarecer dúvidas acerca da reciclagem de resíduos. Felizmente a conversa foi além e os temas Política Nacional de Resíduos Sólidos, Mercado da Reciclagem, Logística Reversa, Obrigações do Poder Público, Setor Privado e Cidadãos – mais conhecido como responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto – entre outros, apareceram e foram muito bem debatidos.

Odeon Nunes, presidente da Copercicla contou um pouco da trajetória da própria Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba, fundada há mais de doze anos e atualmente com quarenta e cinco cooperados. Falou ainda sobre o mercado da reciclagem e afirmou que dos recicláveis domésticos o plástico duro, aquele das embalagens de amaciantes e shampoos, é o com maior valor de mercado.

Odeon, ainda falou do sentimento de fazer parte de uma atividade decisiva para o bem estar de uma população e reconhece a atividade da Copercicla e de seus cooperados como a de agentes ambientais. Clama aos responsáveis pela gestão de resíduos municipais por mais informação à população para que essa possa destinar corretamente seus resíduos recicláveis, considerando o mercado da reciclagem, não destinando apenas resíduos com baixo valor de mercado.

Alice Drummond, representante da Ituiutaba Lixo Zero, falou um pouco do novo cenário que a Política Nacional de Resíduos Sólidos apresenta aos municípios brasileiros: as mudanças que ela traz, como a obrigatoriedade dos comerciantes em recolher as embalagens de óleos lubrificantes e as lâmpadas, conforme os acordos setoriais firmados em 2013 e 2014, respectivamente.

Ela acrescentou que a responsabilidade do cidadão é enorme tanto no ato de separar e devolver seus resíduos, como também no fato de se informar sobre a questão do lixo. Assim, poderá participar melhor do processo todo, “cobrando” melhores posturas tanto do poder público quanto do setor privado.

A ideia geral é que quem faz a sua parte quer ver a parte do outro também cumprida. O esforço se mostra válido se o esforço for coletivo e não apenas unilateral. Ela ressaltou que a maior “reclamação” de quem separa corretamente seus resíduos é o fato de passar o caminhão e misturar tudo. Felizmente boa parte da população Ituiutabana não vê isso acontecer, no entanto a Copercicla recolhe apenas por volta de 3% dos mais de 30% de materiais recicláveis produzidos em Ituiutaba.

Isso significa que por mais que tenhamos a atividade da reciclagem em Ituiutaba, diferente de muitas cidades brasileiras, ainda temos muito a ampliar, evoluir e melhorar.

Os quinze participantes, funcionários da Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba, puderam participar de uma atividade que certamente colaborará para essa ampliação, evolução e melhora.  E a Ituiutaba Lixo Zero e a Copercicla se sentem honradas por fazerem parte desse processo.

Para mais informações escreva para: lixozeroitba@gmail.com .