LIXO NA RUA * Alice Drummond

Diariamente, andando pelas ruas da nossa cidade, percebemos o quanto é incômodo o “lixo” no nosso caminho. Não são poucas as vezes em temos que saltar os sacos e caixas de lixo que são dispostos nas calçadas e na maioria das vezes nos deparamos com ‘lixo’ e não com resíduos.

Lixo é aquilo sujo, fedido, misturado e que sentimos nojo.

Resíduos são materiais limpos que servirão à reciclagem e a muitas outras funções.

Todos nós conhecemos pessoas que, ao invés de “lixo”, produzem resíduos, uma vez que a Copercicla existe e atua há mais de doze anos em Ituiutaba, transformando os hábitos dos cidadãos Ituiutabanos em hábitos sustentáveis e saudáveis que proporcionam maior qualidade de vida para toda a população.

No entanto existem alguns comerciantes em Ituiutaba que ainda não entenderam a sua responsabilidade em relação aos resíduos que são produzidos em suas atividades.

O exemplo dessa semana é o de um restaurante no centro da cidade que disponibiliza seus resíduos de maneira INADEQUADA. Resíduos secos como papelão e plásticos são misturados com restos de comida (carne crua).

Restaurante2

Restaurante3

Restaurante4     Restaurante5

Restaurante6

DESPERDÍCIO

O que seria coletado pela Copercicla e vendido como matéria prima secundária a linhas de produção é levianamente contaminado não servindo para a reciclagem e somente ocupando espaço no aterro sanitário.

Bom, mas os estragos e prejuízos são ainda maiores se pensamos no período entre a disponibilização em calçada pública e a coleta pela empresa de limpeza urbana local. Os resíduos ficam disponíveis na calçada e os pedestres são obrigados a pular os “montes de lixo nojento”. Os comerciantes próximos ficam sujeitos às moscas e aos outros animais, como cachorros, que chegam atraídos pelo cheiro de carne crua.

MUDANDO DE ATITUDE

Atitudes como essa são cada vez mais inadmissíveis numa sociedade em que se busca o BEM-ESTAR COMUM e o entendimento sobre a responsabilidade de cada um pelos seus resíduos, assim como bem determina um dos princípios da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS 12.305/10):

Art.3º: Para os efeitos desta Lei, entende-se por:

XVII – responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos: conjunto de atribuições individualizadas e encadeadas dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, dos consumidores e dos titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, para minimizar o volume de resíduos sólidos e rejeitos gerados, bem como para reduzir os impactos causados à saúde humana e à qualidade ambiental decorrentes do ciclo de vida dos produtos, nos termos desta Lei;

Imaginamos que muitos fazem coro a essa observação e esperamos ver cada vez menos esse tipo de conduta irresponsável. Se você vir cenas como essa, nós da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero o convidamos a tirar uma ou duas fotos e postá-las no facebook da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, contando aonde e quando você se deu de cara com LIXO disponibilizado de forma INADEQUADA.

Enquanto isso fique atento aos seus próprios resíduos. Verifique se está tudo certo. Caso tenha dúvidas escreva para nós: lixozeroitba@gmail.com ; acesse o facebook e o blog da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero e compartilhe o conhecimento.

A Plataforma Ituiutaba Lixo Zero é de todos nós, participe!

*Alice Drummond é consultora/especialista em Resíduos Sólidos pela UnB e mestre em Governança de Resíduos Sólidos pela Sorbonne Nouvelle Paris 3.

Anúncios

Honra e responsabilidade *Alice Drummond

Nesse post, que foi coluna PILZ no Jornal do Pontal, tomo a liberdade de escrever na primeira pessoa: Alice Drummond, idealizadora e coordenadora da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero e PATRONA da V Turma de Ciências Biológicas da Facip / UFU: Turma Lícia Ongaro Calábria Prado.

Numa definição generalista, Patrono/Patrona é alguém que defende alguma causa ou ponto de vista, é alguém que aconselha e direciona e que serve de referência profissional.

Pois bem leitores, divido com vocês o convite recebido no início de agosto para ser a Patrona da Turma Lícia Ongaro Calábria Prado, cuja formatura aconteceu nos dias 27, 28 e 29 de agosto.

No convite, o qual muito me emocionou, há mencionado os meus ideais sustentáveis, alinhados com as atividades da turma, e o compartilhamento do conhecimento através da educação ambiental, tão trabalhada na Plataforma Ituiutaba Lixo Zero. Percebo então que a honra de um convite desses é proporcional à responsabilidade que ele implica, e agradeço à turma pelo generoso presente.

V Turma biologia

Desafio e Conquistas

Falar de uma coisa nova nem sempre é fácil. Resíduos então! Pelo contrário, existem resistências de diferentes naturezas, dentre elas: sociais, culturais e econômicas. No entanto, a resistência mais comum e ordinária é a cultural, onde a falta do conhecimento assume um lugar importante, admite nossa inação e nos trava em relação ao progresso.

A honra deste convite vem justamente afirmar que a difusão do conhecimento e o desenvolvimento de nossas capacidades são, sim!,  possíveis e podem nos fazer nos descobrir como uma sociedade capaz de querer conhecer mais, aprender mais, mudar e ser melhor.

Percebemos que mais profissionais e mais agentes da mudança estão em jogo e isso certamente nos levará, com a boa vontade de toda a nossa sociedade, a fazer a transição do modelo linear (consumo/descarte) para o modelo circular (consumo/reciclagem).

Aos formandos da Turma Lícia Ongaro Calábria Prado.

Aos formandos, reitero que em qualquer profissão é melhor, se não preciso, encontrar O significado, A razão e acreditar no conhecimento a fim de colocá-lo em prática. Certo é que, dessa forma, o alcance do bem-estar pessoal e social estará garantido bem como o impacto positivo na sociedade em que atua.

A urgência da quebra de paradigmas e a transição para o novo modelo produtivo justifica em todos os aspectos a formatura de vocês. Essa nova etapa que se inicia é apenas a continuação dessa longa jornada que começou há tanto tempo. A conquista de hoje é justificativa para o antes e depois, no qual tenho certeza, e espero fortemente, estarmos juntos.

Se a sustentabilidade, tão cogitada no estudo da vida – a Bio-logia – nada mais é que a aplicação do equilíbrio entre os fatores sociais, econômicos e ambientais, desejo então toda a serenidade, persistência e perseverança para continuar a PROGREDIR nesse campo escolhido por nós: o do conhecimento e progresso.

A vocês eu coloco não somente a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero à disposição, para que façam dela palco de suas atividades, mas também peço que contem comigo pessoalmente, profissionalmente e moralmente. Saibam que vocês são agentes da mudança e marcaram minha história e consequentemente a da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero com muita alegria. Obrigada e parabéns pelos caminhos escolhidos! Estamos juntos!

*Alice Drummond é consultora/especialista em Resíduos Sólidos pela UnB e mestre em Governança de Resíduos Sólidos pela Sorbonne Nouvelle Paris 3.

Circuito Cine Tela Verde *Ludmylla Arantes de Andrade

MMAItuiutaba teve a honra de estar pela primeira vez na sua história entre as 220 cidades escolhidas da 6ª edição do Circuito Cine Tela Verde. Isso foi possível a partir do projeto proposto pela COPERCICLA – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba.

Sobre o Circuito Cine Tela Verde

As exibições do Circuito Cine Tela Verde acontecem anualmente desde 2009, e vem promovendo a Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente, que reúne vídeos com conteúdo socioambiental para serem exibidos em todo território nacional e em algumas localidades fora do país. O objetivo da Mostra é divulgar e estimular atividades de educação ambiental, participação e mobilização social por meio da produção independente audiovisual. O Circuito Cine Tela Verde faz parte de um programa do Ministério do Meio Ambiente, do Departamento de Educação Ambiental (DEA), da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (SAIC), realizada em parceria com a Secretaria do Audiovisual – (SAV) do Ministério da Cultura (MinC).

copercicla telaverde ludmylla

copercicla telaverde flander 1     copercicla telaverde flander  copercicla telaverde

Edição Ituiutaba 2015

O lançamento das exibições em Ituiutaba-MG, aconteceu no último dia 02 de setembro na sede da própria cooperativa, onde os cooperados e alguns profissionais convidados se reuniram para dar início as atividades do projeto que vão acontecer em nossa cidade entre os meses de setembro e outubro de 2015 nos seguintes locais:

Dia

Hora

Local

08/09

19:00

UEMG – Unidade Ituiutaba , Auditório Bloco A

10/09

19:00

FACIP-UFU – Campus do Pontal, Auditório I

17/09

09:30

Escola Municipal Archidamiro Parreira  – Comunidade Córrego do Açude

09/10

14:00

FACIP-UFU, Auditório III – Convidados especiais: CAPS – Tio Doc, Lar do Idoso Padre Lino Correr, Casa dos Velhos Adolfo Bezerra de Menezes, Escola de Educação Especial Risoleta Neves.

Eu, Ludmylla, e a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, em nome de todos os cooperados da COPERCICLA agradecemos e desde já contamos com a presença de todos, fortalecendo assim ainda mais os laços de cooperação que nos une.

*Ludmylla Arantes de Andrade é graduada em Psicologia pela Universidade do Estado de Minas Gerais-UEMG e graduanda em Serviço Social pela Universidade Federal de Uberlândia FACIP-UFU.