Lixo Zero: uma atitude por Ivana Abdo Martins

capa_blog_final_centralizadaQuando fui convidada para compor a segunda diretoria da Plataforma Lixo Zero, a resposta foi um NÃO redondo. Imagine uma coisa desse tamanho, dessa importância e eu nessa ignorância sobre regulamentações, inovações, empreendimentos de negócios e toda política envolvida na gestão de resíduos.

Só que não. Assim que recusei, um filme levou-me à minha infância vendo meu pai ocupado com a limpeza do quintal, à cozinha da minha mãe e da minha vó, onde desperdício era simplesmente ZERO. Eu tinha 20 anos quando me preocupei pela primeira vez com a segurança dos lixeiros, numa época em que não se usava luvas de proteção.

Passei anos envolvida com doenças infecciosas, tanto na clínica quanto em pesquisa; vi nossas atitudes impensadas gerando caos nas grandes cidades: bueiros entupidos de plásticos, rios contaminados com todo tipo de rejeito, mosquitos proliferando em águas paradas. Daí leptospirose, dengue, zika e afins. E tudo que já sabemos sobre a relação entre câncer e metais pesados advindos de poluentes ambientais.

E como não ver quantas medidas simples foram tomadas ao longo do tempo, em especial na minha cozinha. Ir ao sacolão e ao supermercado com as sacolas retornáveis, guardar os alimentos em vasilhas de plástico resistente ou vidro, acondicionar os grãos em vidros reutilizados, comprar o que posso a granel, e agora preparar sabão em casa para reduzir o volume de frasco de detergente.

Ah eu posso assumir um cargo na diretoria SIM. Até porque a medicina me obriga a lidar com lixo o tempo todo: das emoções, da mente, dos intestinos. E a prevenção de doenças passa mesmo sobre dar destino certo para não poluir, para não permitir mais enchentes por bueiros entupidos.

A Plataforma Ituiutaba Lixo Zero tem se comprometido em diversas frentes para REPENSAR o consumo, REDUZIR a utilização de produtos não recicláveis, REUSAR reduzindo o desperdício e RECICLAR dando destino correto aos produtos.

A primeira gestão lançou um projeto pioneiro no país: o Ecoponto de embalagens de óleos lubrificantes. Significa que parte das embalagens do óleo comercializado nas oficinas da cidade estão indo de volta para a indústria que o vendeu. Isso eu aprendi faz pouco tempo. O nome é pomposo LOGÍSTICA REVERSA DE EMBALAGENS DE ÓLEOS LUBRIFICANTES. Agora quero saber o que fazemos com os frascos de tinta de cabelo porque são também muito tóxicas. E com os

comprimidos de antibióticos que sobrou na cartela. E as lâmpadas e o plástico de boa qualidade que embala yogurtes. Que a indústria desenvolverá de moderno?

E é uma alegria ver como a comunidade tem aceitado o desafio de realizar eventos com conceito LIXO ZERO. Realizamos um curso no pátio da Venture Veículos em setembro, o grupo SOS Sanatório foi super receptivo e o buffet Maria Nelle preparou delicias servidas sem nenhum plástico descartável; a escola de idiomas Wizard fez o mesmo num movimento pedagógico e festivo por ocasião do Thanksgiving.

E vamos encerrar o ano no Empório da Madá. Flávia Tahan e Elisa Cancella, netas da dona Madalena Carvalho, homenagearão a vó artesã nos dias 15 e 16 de dezembro, num empório de arte e culinária. A Plataforma Lixo Zero estará presente com ideias e suporte para quem quiser ver de perto práticas simples e econômicas.

Sem esperança e sem atitude a gente não colabora com a criação de Deus. O tempo é AGORA. O lugar é AQUI.

* Ivana Abdo Martins, é médica e presidente da Plataforma Lixo Zero Ituiutaba

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s