Arquivo da tag: atitude lixo zero

LIXO NA RUA * Alice Drummond

Diariamente, andando pelas ruas da nossa cidade, percebemos o quanto é incômodo o “lixo” no nosso caminho. Não são poucas as vezes em temos que saltar os sacos e caixas de lixo que são dispostos nas calçadas e na maioria das vezes nos deparamos com ‘lixo’ e não com resíduos.

Lixo é aquilo sujo, fedido, misturado e que sentimos nojo.

Resíduos são materiais limpos que servirão à reciclagem e a muitas outras funções.

Todos nós conhecemos pessoas que, ao invés de “lixo”, produzem resíduos, uma vez que a Copercicla existe e atua há mais de doze anos em Ituiutaba, transformando os hábitos dos cidadãos Ituiutabanos em hábitos sustentáveis e saudáveis que proporcionam maior qualidade de vida para toda a população.

No entanto existem alguns comerciantes em Ituiutaba que ainda não entenderam a sua responsabilidade em relação aos resíduos que são produzidos em suas atividades.

O exemplo dessa semana é o de um restaurante no centro da cidade que disponibiliza seus resíduos de maneira INADEQUADA. Resíduos secos como papelão e plásticos são misturados com restos de comida (carne crua).

Restaurante2

Restaurante3

Restaurante4     Restaurante5

Restaurante6

DESPERDÍCIO

O que seria coletado pela Copercicla e vendido como matéria prima secundária a linhas de produção é levianamente contaminado não servindo para a reciclagem e somente ocupando espaço no aterro sanitário.

Bom, mas os estragos e prejuízos são ainda maiores se pensamos no período entre a disponibilização em calçada pública e a coleta pela empresa de limpeza urbana local. Os resíduos ficam disponíveis na calçada e os pedestres são obrigados a pular os “montes de lixo nojento”. Os comerciantes próximos ficam sujeitos às moscas e aos outros animais, como cachorros, que chegam atraídos pelo cheiro de carne crua.

MUDANDO DE ATITUDE

Atitudes como essa são cada vez mais inadmissíveis numa sociedade em que se busca o BEM-ESTAR COMUM e o entendimento sobre a responsabilidade de cada um pelos seus resíduos, assim como bem determina um dos princípios da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS 12.305/10):

Art.3º: Para os efeitos desta Lei, entende-se por:

XVII – responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos: conjunto de atribuições individualizadas e encadeadas dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, dos consumidores e dos titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, para minimizar o volume de resíduos sólidos e rejeitos gerados, bem como para reduzir os impactos causados à saúde humana e à qualidade ambiental decorrentes do ciclo de vida dos produtos, nos termos desta Lei;

Imaginamos que muitos fazem coro a essa observação e esperamos ver cada vez menos esse tipo de conduta irresponsável. Se você vir cenas como essa, nós da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero o convidamos a tirar uma ou duas fotos e postá-las no facebook da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, contando aonde e quando você se deu de cara com LIXO disponibilizado de forma INADEQUADA.

Enquanto isso fique atento aos seus próprios resíduos. Verifique se está tudo certo. Caso tenha dúvidas escreva para nós: lixozeroitba@gmail.com ; acesse o facebook e o blog da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero e compartilhe o conhecimento.

A Plataforma Ituiutaba Lixo Zero é de todos nós, participe!

*Alice Drummond é consultora/especialista em Resíduos Sólidos pela UnB e mestre em Governança de Resíduos Sólidos pela Sorbonne Nouvelle Paris 3.

Anúncios

Redução dos impactos do lixo ajuda a preservar o meio ambiente e gera economia

 

Redução-dos-impactos-do-lixo
Redução-dos-impactos-do-lixo

Escrito por Thiago Lima

O jornalista Farhat foi filmado pela Rede NBR em sua casa. Ele toma alguma atitudes simples em seu dia a dia que o ajudam a gerar menos lixo. Ele reaproveita água de chuva, utiliza energia limpa com placas de energia solar, que utilizam a energia do sol e a transformam em energia elétrica. Outras medidas também foram tomadas para que pudesse reduzir seus resíduos e viver em equilíbrio com o meio ambiente.

Como ser uma pessoa lixo zero?

O Conceito lixo zero pode parecer, às vezes, muito distante de sua aplicação, contudo na maioria das vezes é muito mais próximo que imaginamos. Idealizamos uma enorme dificuldade no ato de ser uma pessoa lixo zero, não é mesmo? Mas aqui você vai conhecer quatro ações simples que te farão ver como é simples ser lixo zero.

quanto de lixo vc ja consumiu hj

O momento decisivo acontece quando começamos a pensar em REDUZIR A PRODUÇÃO DE LIXO. A importância e os desdobramentos dessa primeira ação são enormes e decisivos para o lixo zero. Um exemplo claro para a REDUÇÃO de lixo é evitar objetos que num pequeno espaço de tempo vão parar na lixeira.

ReduzirMMA

Sabe quando compramos algo que vem embrulhado e ainda dentro de uma sacola? Pois é, o embrulho e a sacola são dispensáveis. Mas já estamos tão habituados à eles que nem questionamos se deles precisamos. No entanto, se recusarmos recebê-los estaremos reduzindo a geração de lixo.

consumo_consciente

Decisão tomada, nos tornaremos mais atentos às incontáveis possibilidades de reduzir a produção de lixo e começaremos uma jornada rumo ao lixo zero.

Bom, nessa longa, mas possível, jornada, continuaremos a produzir lixo, contudo, teremos mais condições de avaliar o que está em nossas lixeiras. Veremos, todavia, que tem “lixo” de tudo e quanto é tamanho, cor, material, forma, utilidade e que, todos esses itens estão misturados. A segunda grande sacada rumo ao lixo zero é ver, nesse monte de “lixo” o que nos pode ainda ser útil de alguma forma. O que nos economizaria uma nova compra. O que poderíamos REUTILIZAR.

REDUZIR E REUTILIZAR MATERIAIS FAZ DE VOCÊ UMA PESSOA ANTENADA AO LIXO ZERO

ReutilizarMMA

O REAPROVEITAR faz parte da hierarquia lixo zero e amplia as possibilidades de reuso do objeto, pois no reaproveitamento modificamos o material de modo que ele possa ser útil em alguma outra atividade que não tenha sido a atividade fim para a qual ele foi desenhado. O REAPROVEITAR é usar a criatividade pensando nas nossas necessidades. É pensar nas possibilidades dos objetos que colocamos na lixeira.

Conhecemos muita gente que fez do “lixo” produtos super originais, alguns quebra-galhos, outros de bom gosto, e que todos eles tenham atendido uma necessidade. O reaproveitar é amplo, ele considera o “lixo” matéria prima que será usada ou transformada para a construção de algum objeto diferente.

REPENSAR, REDUZIR, REUSAR E REAPROVEITAR MATERIAIS FAZ DE VOCÊ UMA PESSOA AINDA MAIS ANTENADA AO  LIXO ZERO e te conduzirá automaticamente à RECICLAGEM.

A RECICLAGEM proporciona nova vida aos materiais recicláveis e uma embalagem tetra-pak, limpa, destinada à coleta seletiva terá como destino a fabricação de outra embalagem de tetra-pak ou não, e assim por diante.

No fim das contas, o grande lance é saber que LIXO não é mais aquilo que se amontoa, ou que se joga fora, mas aquilo que se vê valor, pois LIXO é a nova matéria prima da nossa sociedade de consumoReciclar MMA

 O poder dessas quatro ações citadas acima é ENORME, assim como as possibilidades de nos tornarmos todos Lixo Zero. Sejamos todos.