Arquivo da tag: copercicla

Sarau de Quintal – evento limpo com a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero

O Coletivo Sarjeta Cultural promoveu no último sábado, 29 de abril, entre 15h as 21h, em Ituiutaba, o Sarau de Quintal, no MUSAI – Museu Antropológico de Ituiutaba.

O evento reuniu por volta de 400 pessoas no total e apresentou e ofereceu diferentes opções de entretenimento entre elas: oficina de escrita e expressão corporal, palestra, troca de livro, fanzine, brechó, exposição de fotos e desenhos, desenho ao vivo, dança Stiletto, MPB, RAP, Blues, brinquedoteca, comida vegetariana e vegana, Maturesco, pupa-pula e artesanato.

O ingresso foi 1 quilo de alimento não perecível com o propósito de arrecadar alimentos para famílias carentes em Ituiutaba.

saraudequintal_cartaz

A Plataforma no evento

A Plataforma foi convidada a participar do evento e logo se disponibilizou a fazer toda a gestão dos resíduos produzidos.

Ação capitaneada por Ludmylla Arantes, diretora executiva da Plataforma, teve por objetivo, organizar, separar e coletar os resíduos produzidos pelo evento e encaminhar adequadamente os resíduos recicláveis para a Copercicla e demais para aterro sanitário.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para saber mais quais resíduos são coletados pela Copercicla acesse: http://www.copercicla.com

Ao todo foram necessários três coletores de bituqueiras e três lixeiras bem visíveis, às quais o público, segundo Ludmylla Arantes, “reagiu muito bem, foi muito educado e utilizou as lixeiras distribuídas no evento”. Ela completa “ o pessoal se comportou tão bem que ao final, se tivemos que recolher três ou quatro latinhas, foi muito”

A Plataforma se fez presente ainda através das presenças do secretário Roberto Alves de Lima, da segunda secretária Laiane Freitas e da segunda tesoureira Mara Rubia Barbosa Drummond.

Feliz de promover um evento limpo em Ituiutaba, a diretora executiva da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, Ludmylla Arantes comemora: “o resultado foi positivíssimo, pois o evento foi capaz de repercutir muito bem a cultura lixo zero em Ituiutaba, dando a certeza de que é possível tocarmos as pessoas com questões que são de interesse comum. Um evento limpo é de interesse de todos, não é? ”

Em breve, aqui, divulgaremos a quantidade de resíduos coletados e destinados para a Copercicla.

 Evento limpo, evento lixo zero é possível, basta você começar!

https://plataformaituiutabalixozero.wordpress.com/

https://www.facebook.com/plataformaituiutabalixozero

lixozeroitba@gmail.com

Anúncios

Circuito Cine Tela Verde *Ludmylla Arantes de Andrade

MMAItuiutaba teve a honra de estar pela primeira vez na sua história entre as 220 cidades escolhidas da 6ª edição do Circuito Cine Tela Verde. Isso foi possível a partir do projeto proposto pela COPERCICLA – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba.

Sobre o Circuito Cine Tela Verde

As exibições do Circuito Cine Tela Verde acontecem anualmente desde 2009, e vem promovendo a Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente, que reúne vídeos com conteúdo socioambiental para serem exibidos em todo território nacional e em algumas localidades fora do país. O objetivo da Mostra é divulgar e estimular atividades de educação ambiental, participação e mobilização social por meio da produção independente audiovisual. O Circuito Cine Tela Verde faz parte de um programa do Ministério do Meio Ambiente, do Departamento de Educação Ambiental (DEA), da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (SAIC), realizada em parceria com a Secretaria do Audiovisual – (SAV) do Ministério da Cultura (MinC).

copercicla telaverde ludmylla

copercicla telaverde flander 1     copercicla telaverde flander  copercicla telaverde

Edição Ituiutaba 2015

O lançamento das exibições em Ituiutaba-MG, aconteceu no último dia 02 de setembro na sede da própria cooperativa, onde os cooperados e alguns profissionais convidados se reuniram para dar início as atividades do projeto que vão acontecer em nossa cidade entre os meses de setembro e outubro de 2015 nos seguintes locais:

Dia

Hora

Local

08/09

19:00

UEMG – Unidade Ituiutaba , Auditório Bloco A

10/09

19:00

FACIP-UFU – Campus do Pontal, Auditório I

17/09

09:30

Escola Municipal Archidamiro Parreira  – Comunidade Córrego do Açude

09/10

14:00

FACIP-UFU, Auditório III – Convidados especiais: CAPS – Tio Doc, Lar do Idoso Padre Lino Correr, Casa dos Velhos Adolfo Bezerra de Menezes, Escola de Educação Especial Risoleta Neves.

Eu, Ludmylla, e a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, em nome de todos os cooperados da COPERCICLA agradecemos e desde já contamos com a presença de todos, fortalecendo assim ainda mais os laços de cooperação que nos une.

*Ludmylla Arantes de Andrade é graduada em Psicologia pela Universidade do Estado de Minas Gerais-UEMG e graduanda em Serviço Social pela Universidade Federal de Uberlândia FACIP-UFU.

Ensinando e aprendendo: um relato de experiência de extensão universitária na Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba | por Isadora Santana*

Para começar, você meu conterrâneo Tijucano, sabe da existência da Cooperativa de Reciclagem em nossa cidade? Deve-se lembrar do sininho soando pelas ruas…

Pois é, a Cooperativa de Reciclagem é um fruto do Programa Ituiutaba Recicla, programa municipal implementado pela SAE (Serviço de Água e Esgotos) no ano 2000, quando aconteceu o nascimento da Coleta Seletiva com o intuito de destinar a menor quantidade de lixo para o Aterro Sanitário.

Além da preocupação ambiental o projeto teve como um fundamento principal a questão social, a fim de integrar ao programa pessoas que viviam da renda da venda de matérias recicláveis recolhidos no lixão e nas ruas.

No ano de 2000 os responsáveis pela Educação ambiental desenvolveram diversas ações para o esclarecimento da importância de cada cidadão no processo de conservação do meio ambiente, uma dessas ações foi uma peça Teatral, com o foco em crianças e adolescentes e acredite, eu fui um personagem. Desde aí tive experiência nesse projeto, já estava fazendo educação ambiental aos 11 anos de idade com a personagem “Maria Latinha”, peça dirigida pela professora Maísa Franco. Fizemos diversas apresentações e essa experiência ficou para sempre marcada.

O tempo passou e o projeto se consolidou. A Copercicla tem e como tem história e, nessas idas e vindas, em uma cidade pequena a gente sempre reencontra situações que nos remete a algum passado e assim eu tive a grande oportunidade de ser bolsista da Universidade Federal de Uberlândia- Campus Pontal e voltar a ter contato e experiência com a Cooperativa, com projeto: Desenvolvimento de técnicas e ferramentas pedagógicas para o desenvolvimento cognitivo de trabalhadores cooperados em Engenharia de Produção.

Orientada pelo professor Hilano José Carvalho Rocha, que desenvolveu diversos tópicos para o desenvolvimento de uma metodologia para alcançarmos nosso objetivo, que era criar melhorias nas condições de trabalho dos cooperados com a utilização de conhecimentos de Ergonomia, Segurança no trabalho, Gestão da Qualidade, Economia Solidária, Psicologia e Pedagogia.

Copercicla Isadora Santana4

Mas do conteúdo tenho para contar, que é algo que molda nosso raciocínio e a nossa maneira de ver, deixa o nosso olhar menos superficial, aguça nossos sentidos, ensina através de outros experimentos, a experiência de outros que colaboram para que a nossa experiência seja positiva.

Sendo assim, a experiência real, o contato direto com o processo e as pessoas envolvidas faz com que a preparação teórica passe a ter sentido, durante os meses que estive na Copercicla tínhamos como meta implementar um sistema que melhorasse o ambiente de trabalho, visto que graças a conscientização e contribuição da população para que o “estoque” esteja sempre em níveis adequados para a seleção e o processamento, como um problema, o espaço é pequeno e é preciso certa organização, utilizamos como base para nosso projeto os 5’S da qualidade ( Senso de Saúde, Senso de Utilização, Senso de Organização, Senso de Ordenação e Auto disciplina).

Como disse, estudamos para criar meios de introduzir nossas idéias no contexto do trabalho dos cooperados, para que não fosse algo rígido e forçado e sim um aprendizado prazeroso que fosse entendido como “O melhor para eles”.

Projetamos eventos para a aplicação desses sensos, desenvolvemos palestras, jogos, selecionamos filmes, fizemos parcerias com organizações privadas e conseguimos realizar então os Eventos na Universidade, recebemos os cooperados com alegria, o melhor de tudo é a apropriação do local, de expor que a universidade é lugar deles também, como fator de motivação para os cooperados e o sonho que os filhos possam ter a oportunidade de freqüentar aquele espaço um dia.

Copercicla Isadora Santana2

Copercicla Isadora Santana1

Copercicla Isadora Santana6

Copercicla Isadora Santana11

Copercicla Isadora Santana13

Copercicla Isadora Santana5

Copercicla Isadora Santana7

Copercicla Isadora Santana

Graças a parceria de sempre entre os cursos Serviço Social, Pedagogia, Administração e Engenharia de Produção pudemos proporcionar momentos positivos e inesquecíveis no aprendizado.

Copercicla Isadora Santana3

Copercicla Isadora Santana14

Copercicla Isadora Santana15

Copercicla Isadora Santana16

Portanto nesses encontros, durante as pesquisas, em reuniões, em visitas a cooperativa, que desenvolvemos o que há de melhor em nós: O prazer da cidadania, de cada um fazer a sua parte, de cada um lutar de forma digna por sua sobrevivência, por seus sonhos e por suas oportunidades, por querer um mundo melhor, um ambiente mais limpo, mais organizado, onde a população faz a sua parte na separação do material reciclável e eles desenvolvem seu grandioso trabalho para a sociedade e o planeta.

Não tive possibilidade de acompanhar o projeto até o fim, mas sei que lançamos a semente boa, sei que não foi em vão o que vivemos.

Que nós, população, tenhamos consciência do quanto a Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba – Copercicla é importante para o meio ambiente, o quanto contribui para a vida dos cooperados, que nós continuemos a reduzir, reutilizar, separar e reciclar nossos resíduos.

E quando ouvirem o sininho… Abram as portas de suas casas e ofereçam uma água e um cafezinho como bom mineiro!

E minha experiência?

…sinto que ainda não acabou.

Isadora Santana Perfil* Isadora Santana é estudante do 7º período de Administração na Faculdade de Ciências Integradas do Pontal- Facip/UFU.

Saber mais para fazer mais

A Copercicla e a Ituiutaba Lixo Zero na Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba

A Ituiutaba Lixo Zero participou ao lado da Copercicla de um bate papo a respeito da importância da gestão do nosso “lixo” cotidiano domiciliar. O encontro foi na sede da Secretaria de Estado da Fazenda em Ituiutaba, na manhã do último dia 28 de abril e ocorreu no âmbito do programa AmbientAÇÃO dessa unidade.

?

O convite partiu da Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba e teve como objetivo esclarecer dúvidas acerca da reciclagem de resíduos. Felizmente a conversa foi além e os temas Política Nacional de Resíduos Sólidos, Mercado da Reciclagem, Logística Reversa, Obrigações do Poder Público, Setor Privado e Cidadãos – mais conhecido como responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto – entre outros, apareceram e foram muito bem debatidos.

Odeon Nunes, presidente da Copercicla contou um pouco da trajetória da própria Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba, fundada há mais de doze anos e atualmente com quarenta e cinco cooperados. Falou ainda sobre o mercado da reciclagem e afirmou que dos recicláveis domésticos o plástico duro, aquele das embalagens de amaciantes e shampoos, é o com maior valor de mercado.

Odeon, ainda falou do sentimento de fazer parte de uma atividade decisiva para o bem estar de uma população e reconhece a atividade da Copercicla e de seus cooperados como a de agentes ambientais. Clama aos responsáveis pela gestão de resíduos municipais por mais informação à população para que essa possa destinar corretamente seus resíduos recicláveis, considerando o mercado da reciclagem, não destinando apenas resíduos com baixo valor de mercado.

Alice Drummond, representante da Ituiutaba Lixo Zero, falou um pouco do novo cenário que a Política Nacional de Resíduos Sólidos apresenta aos municípios brasileiros: as mudanças que ela traz, como a obrigatoriedade dos comerciantes em recolher as embalagens de óleos lubrificantes e as lâmpadas, conforme os acordos setoriais firmados em 2013 e 2014, respectivamente.

Ela acrescentou que a responsabilidade do cidadão é enorme tanto no ato de separar e devolver seus resíduos, como também no fato de se informar sobre a questão do lixo. Assim, poderá participar melhor do processo todo, “cobrando” melhores posturas tanto do poder público quanto do setor privado.

A ideia geral é que quem faz a sua parte quer ver a parte do outro também cumprida. O esforço se mostra válido se o esforço for coletivo e não apenas unilateral. Ela ressaltou que a maior “reclamação” de quem separa corretamente seus resíduos é o fato de passar o caminhão e misturar tudo. Felizmente boa parte da população Ituiutabana não vê isso acontecer, no entanto a Copercicla recolhe apenas por volta de 3% dos mais de 30% de materiais recicláveis produzidos em Ituiutaba.

Isso significa que por mais que tenhamos a atividade da reciclagem em Ituiutaba, diferente de muitas cidades brasileiras, ainda temos muito a ampliar, evoluir e melhorar.

Os quinze participantes, funcionários da Secretaria de Estado da Fazenda de Ituiutaba, puderam participar de uma atividade que certamente colaborará para essa ampliação, evolução e melhora.  E a Ituiutaba Lixo Zero e a Copercicla se sentem honradas por fazerem parte desse processo.

Para mais informações escreva para: lixozeroitba@gmail.com .

Como funciona uma cooperativa de reciclagem

copercicla

As cooperativas de reciclagem são um dos instrumentos mais importantes para a GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS, proposta pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS 12.305/10). A importância das cooperativas está no recolhimento, separação, armazenamento e venda dos materiais recicláveis uma vez separados pelos cidadãos e coletados pelos cooperados.

 Para o bom funcionamento de uma cooperativa é preciso estrutura administrativa, infraestrutura e uma boa e viável instalação física.

A estrutura administrativa suporta as operações, tais como elaboração de planilhas de controle, organização de sistemas e métodos, contas a pagar e receber e vendas.

 A infraestrutura e os equipamentos de separação e transformação agregam valor aos materiais.

As instalações garantem o armazenamento até um alto volume dos materiais. Dessa forma os preços podem ser melhor negociados, e de preferência, sem atravessadores.

O sucesso e a eficiência de uma cooperativa dependem necessariamente desses fatores.

Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba

A sociedade Ituiutabana tem a boa sorte de contar com a Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba. A Copercicla possui 11 anos de atividade, baseada nos valores e princípios do Cooperativismo, e tem por objetivo realizar a coleta seletiva dos resíduos sólidos na cidade de Ituiutaba.

A evolução da quantidade anual de material reciclável, entre 2009 e 2012, pode ser observada na tabela abaixo (em Kg)

Tabela evolucao copercicla 2009 a 2012

Capacidade Instalada da Copercicla

O aumento de aproximadamente 380 toneladas em três anos (2009 a 2012) nos chama a atenção para capacidade de armazenamento e de trabalho nas instalações da Copercicla. O aumento de materiais recicláveis nas instalações pode ser percebido mesmo do lado de fora do galpão, basta passar na porta e ver o acúmulo de materiais recicláveis em frente à sede.

O aumento do volume de materiais recicláveis coletados é o objetivo da gestão integrada de resíduos sólidos e de uma sociedade lixo zero. Contudo para que as campanhas de conscientização e chamamento da população para a correta separação dos recicláveis não seja um tiro no pé é necessário investir em infraestrutura e instalações físicas da Copercicla.

A necessidade imediata da Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba, e o que deve ser uma das prioridades da gestão de resíduos de Ituiutaba, é ampliação do galpão de triagem e armazenamento.

 Uma vez conquistado, partiremos para o desafio do aumento do volume de recicláveis coletados (atualmente gira em torno de 3% em Ituiutaba. São Paulo visa alcançar o índice de 10% até 2016) e o desenvolvimento do mercado de reciclagem em Ituiutaba.

Dessa forma, lançando mão de usinas locais de RECICLAGEM, poderemos incentivar e incrementar a coleta de recicláveis em Ituiutaba, além de atender as inúmeras cidades da região evitando os prejuízos de custo que a logística impõe.

Acesse o site da Copercicla e conheça mais: http://www.copercicla.com/

Para contribuir com ideias e/ou ações escreva para: lixozeroitba@gmail.com ou comente aqui no blog.

Coluna PILZ no Jornal do Pontal – Coleta seletiva em Ituiutaba: contribuições e desafios

A coluna PILZ no Jornal do Pontal – Coleta seletiva em Ituiutaba: contribuições e desafios é uma síntese da apresentção do professor Humberto Minéu, durante o I Encontro da coleta seletiva em Ituiutaba e o lançamento da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero.

Publicada no dia 05.08.14 ela traz a experiência da coleta seletiva em Ituiutaba.

Vale a pena conhecer nossas potencialidades…e em se tratando de gestão integrada de resíduos a Copercicla e uma delas.

Serie de palestras Coleta seletiva em Ituiutaba: contribuições e desafios por Humberto Minéu

Palestra:

Coleta seletiva em Ituiutaba: contribuições e desafios

hmineu10deabril Humberto Ferreira Silva Minéu

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro – Campus Ituiutaba, Mestre em administração – EFLA, Doutorando em Geografia – Concentração em Análise, Planejamento e Gestão Ambiental – UFU, Desenvolve Trabalhos de Extensão em Educação Ambiental na Escola com Foco na Implantação da Coleta Seletiva – Atividades de Pesquisa na Gestão Integrada de Resíduos Sólidos
_______________________________________________________________________________

 A quantidade de resíduos coletados a cada ano,  pela Copercicla, tem aumentado. Isso pôde ser verificado a partir de levantamentos realizados sobre a contribuição da Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba. Porém, desde 2010, e pelo impacto sentido em momento de crise e redução de geração destes materiais e bem como seus preços, foi necessário procurar ajuda através do poder público e parcerias, para a complementação da renda, servindo de auxílio aos cooperados.

A coleta seletiva retira menos de 4% do total de resíduos gerados em Ituiutaba.  Isso significa que 96% do resíduo gerado está sendo enterrado. Esse material esta sendo perdido.  Em média de 30 a 35% da composição dos resíduos presentes no aterro são de materiais recicláveis. Dependendo da cidade este valor pode aumentar 10%.

O crescimento populacional e crescimento da renda fazem com que a geração de resíduos secos (materiais recicláveis) aumente. A coleta seletiva se torna cada vez mais importante em termos deste percentual, visto que aumenta a partir do aumento de renda e crescimento populacional.

DESAFIOS

Quais desafios temos pela frente? Considerando as ações sob os princípios da responsabilidade compartilhada, o quê, enquanto Cooperativa, poder público, setor produtivo, instituições de ensino, temos a enfrentar?

Copercicla: ampliação da equipe gerencial (contratação de estagiários); capacitação gerencial; ampliação do espaço para atender a demanda de material reciclado; ampliação da frota de coleta nos bairros novos da cidade. A sustentabilidade financeira da cooperativa é outro ponto, pois esta não consegue cobrir nem ao menos 70% das despesas, sendo importante outras fontes de recursos a partir da subvenção recebida através do município. Tem-se a necessidade de trabalhar a remuneração da cooperativa pela prestação de serviço ambiental, sendo uma proposta da PNRS; – com isto, a contratação da coleta seletiva como prestadora de serviço de coleta seletiva na cidade.

Poder Público executivo: O município está amparado à PNRS, art. 36 que cabe ao titular o serviço de limpeza pública e manejo de resíduos sólidos apresentar um sistema de coleta seletiva. Ituiutaba está cumprindo estas exigências a algum tempo, sendo um fator positivo.

 A Copercicla é uma referência comparando-se às demais cooperativas da região, e o seu processo de contratação prevista dispensa licitação, sendo mais simples ao município.

DESAFIO: Cultural/ Educação

O desafio cultural é outro a ser enfrentado. O caminho a seguir é a educação, e o projeto de Educação Ambiental nas escolas pode observar-se como uma alternativa de resolver isto.

A adoção de hábitos relacionados à correta destinação dos resíduos nos coletores em cores é de fácil assimilação, sendo feito automaticamente após sua incorporação no cotidiano.

A separação em cores é imediatamente aceita pelos professores, visto que chama a atenção dos alunos, pois antes mesmo das crianças aprenderem a ler e escrever elas aprendem as cores. Deste modo, este meio é mais utilizado, pois em qualquer lugar que esta criança for ela saberá identificar os coletores.

DESAFIO: Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

A mudança da forma de pensar o problema e as soluções é o desafio a ser resolvido dando um gancho ao 1º Encontro Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. É utilizar das perspectivas da gestão integrada de resíduos sólidos ao pensar tanto na análise e diagnóstico do problema como nas soluções. Significa olhar para cada situação encontrada, analisando as diversas dimensões.

Quais demandas político-legal têm-se para legislar (leis, decretos, regulamentos, incentivos, penalidades)? Quais alternativas tecnológicas, econômicas (incentivos), ecológicas; culturais-sociais dispomos para resolver um problema?

É necessário reconhecer tanto esse problema quanto a sua capacidade de nos levar a situações muito piores. Devemos pensar em ações individuais e melhores, para que esta tenha efeito gradual e coletivo. No Japão é praticada uma filosofia em que as crianças aprendem nas escolas: “Deixe pronto para o próximo”.

Se pensarmos que nossas ações são individuais, mas que possui efeito coletivo e assim tenhamos o efeito e beneficio local e global.

 

Post escrito por:

Emmeline Aparecida Silva Severino  – Pós-graduanda Ciências Ambientais / IFTM e Matheus Eduardo Souza Teixeira, Discente Geografia FACIP/UFU e Curso Técnico em Comércio IFTM, Estagiário do LAGEOTEC (Laboratório de Geotecnologias) e Bolsista no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

Foto:  Ricardo Henrique da Silva Gomes, Graduando 5° Período de Publicidade e Propaganda, Faculdade Triangulo Mineiro FTM, Bolsista da FAPEMING

Série de palestras A COLETA SELETIVA EM REDES DE COOPERATIVAS POR SERGIO ABUCATER

Palestra:

A coleta seletiva em redes de cooperativas

 ???????????????????????????????

FRANCISCO SÉRGIO ABUCATER LIMA
Formado em administração de empresas, Trabalha como analista técnico responsável pelo núcleo intersetorial de cooperativas técnicas, Responsável pela análise, acompanhamento e aprovação dos planos municipais de saneamento básico, Apoia a gestão de serviços de saneamento básico e as associações de cooperativas de catadores de materiais recicláveis, Servidor de carreira da FUNASA desde 1983 com atuação em todas as áreas administrativas e técnicas. Foi o responsável pela construção e administração da estação de tratamento de água de Ituiutaba.

Abucater abre sua palestra ressaltando os pontos relevantes das palestras anteriores, como a extinção da palavra lixo no texto da lei 12.305/2010, que regulamenta a POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS. Em leis e decretos não se trata mais de Lixo e sim de Resíduos ou Rejeitos. Desta forma Lixo Zero marca esta questão e contribui para uma nova visão em Ituiutaba.

Para Abucater, a parceria da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero com a Copercicla evidencia papel importante que cada ator tem no processo de participação e comprometimento para o alcance do Lixo Zero. Ele lembra que, com o crescimento populacional e o aumento da renda, a quantidade de resíduo gerado também se eleva.

A Fundação Nacional de Saúde – FUNASA

Vinculada ao Ministério da Saúde, que financia projetos de saneamento básico para municípios de até 50 mil habitantes, a FUNASA faz parte do Cata-forte 3 desde 2013.

O Cata-forte é um programa instituído em 2010, por decreto federal, resultante de um encontro do Governo Federal e catadores do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis. O Cata-forte conta com um corpo técnico a fim de acompanhar e verificar a efetividade e aplicação do recurso, qualidade do gasto, dentre outros.

A FUNASA atua neste setor, com o financiamento, construção e ampliação de galpões, dentre outros benefícios. Aliás, os empreendimentos solidários são foco da FUNASA. Já foram 150 empreendimentos solidários no país e a meta é  atingir 200 filiados até o final de 2014. “Temos que pensar em todo o país, a melhoria de vida envolve a população toda”. Em 2014  a FUNASA atenderá cinco redes, com 75 instituições beneficiadas e valor de quase cinco milhões de reais. O objetivo é maximizar a distribuição de recursos.

AS REDES DE COOPERATIVAS

O objetivo do governo com a criação das redes de cooperativas é a melhoria da educação ambiental (cadeia de separação dos resíduos na fonte geradora) e comercialização (as cooperativas ainda dependem do intermediário) pois esses são os dois pontos vulneráveis na cadeia dos recicláveis: fase inicial e comercialização.

Os números da Copercicla, mesmo estando instalada há 10 anos, nos mostram que a quantidade de rejeito enviada ainda é grande, decorrente da dificuldade do usuário em fazer a separação do resíduo seco e úmido.

O Governo Federal e a FUNASA acreditam que a rede de cooperativas possibilitará maior escala, acessos a financiamentos e, através do Pró-Catador, a inclusão de cooperativas  na cadeia econômica visando a auto-sustentabilidade operacional, administrativa e financeira.

As redes de cooperativas, conforme a implantação da logística reversa e o desempenho dos fabricantes,verificarão as cooperativas potenciais à se especializar em determinados equipamentos (ex.eletrônicos) e debaterão sobre questões como o cartel de comercialização dos materiais.

A intenção da criação da rede de cooperativas no Pontal já existe e, com ela, a Copercicla se tornará referência para a região.

Com a criação da rede de cooperativas e a parceria com a Copercicla, haverá o fortalecimento das redes, a setorialização (dependendo do porte da rede) e a troca de know-how (conhecimento relacionado a execução de algo).

“A Copercicla será como um exemplo de trabalho para as outras cooperativas da região”  sua experiência servirá de inspiração para capacitação de setores e lideranças, o trabalho na cadeia de negócios (conhecimento de custo), nivelamento de estruturas, compartilhamento de redes (envolvimento com outros municípios).

Post escrito por  Emmeline Aparecida Silva Severino, Pós-graduanda do Curso Latu Sensu de Ciências Ambientais, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro/ Câmpus Ituiutaba

Foto: Ricardo Henrique da Silva Gomes, Graduando 5° Período de Publicidade e Propaganda, Faculdade Triangulo Mineiro FTM, Bolsista da FAPEMING

Lavar ou não Lavar os resíduos para a coleta seletiva?

cropped-alicegalo4.jpg

A coluna  “Plataforma Ituiutaba Lixo Zero no  Jornal do Pontal” de ontem, esclarece aquelas dúvidas comum a tantos de nós, sobre lavar ou não lavar os resíduos para a coleta seletiva.

Acesse aqui, tire suas dúvidas e faça o seu melhor: Coluna PILZ no Jornal do Pontal – Lavar ou não Lavar os resíduos para a coleta seletiva?

 

 

Fórum Setorial Óleos Lubrificantes e PNEUS

O próximo Fórum Setorial, realizado pela Plataforma, tratará das questões relativas aos Óleos Lubrificantes e Pneus.

Quem tiver interesse em participar entre em contato pelo email: lixozeroitba@gmail.com ; ok!?

convitefsoleospneus