Arquivo da tag: gestão de resíduos sólidos

Plataforma Lixo Zero promove encontro de empreendedores socioambientais com foco em lixo zero.

Foto_Publico_FinalO presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini, esteve em Ituiutaba no último sábado, 29 de julho, para um encontro com empreendedores socioambientais.

O evento pode ser interpretado como uma injeção de ânimo nos empreendedores de Ituiutaba.

Você pode assistir o encontro no facebook/plataformaituiutabalixozero

Rodrigo Sabatini apresentou um panorama das questões ligadas a gestão de resíduos sólidos no Brasil dentre elas:

  1. a diferença entre lixo, resíduo e rejeito;
  2. a problemática da incineração de resíduos ligada a educação infantil e cidadã, ou a falta dela;
  3. a importância da separação na fonte de resíduos recicláveis, orgânicos e rejeitos;
  4. a importância do encaminhamento correto e o trabalho da Copercicla em Ituiutaba, entre várias outras.

EMPREENDEDORISMO SOCIOAMBIENTAL

A mensagem-chave foi sobre o empreendedorismo como forma de transformação socioambiental da comunidade local.

Como cidadãos, pessoas comuns, podem promover uma mudança significativa que considere a viabilidade econômica, social e ambiental?

Antes de mais nada, para que esses cidadãos se tornem realmente capazes é preciso a disseminação de conhecimento sobre o lixo zero através de ações de capacitação.

Foi apresentada e discutida, portanto, a formação de um coletivo lixo zero na cidade de Ituiutaba para a realização do Fórum Municipal Lixo Zero, da Semana Lixo Zero e da participação de jovens universitários e do 2º grau no 4º Encontro Internacional da Juventude Lixo Zero.

FÓRUM MUNICIPAL LIXO ZERO

O Fórum Municipal Lixo Zero é um evento que existe para inspirar, ele vai acontecer em Ituiutaba, no mês de agosto.

Nele, não é permitida a entrada de problemas, mas sim de soluções.

Esse evento será organizado coletivamente e se você quer participar da organização, nos mande um alô O QUANTO ANTES por email, facebook, whatsapp, pois a agenda já começou.

Email: lixozeroitba@gmail.com

Facebook: Plataforma Ituiutaba Lixo Zero

Whatsapp: Vera Faria: 9.9639 0169

SEMANA LIXO ZERO

A Semana Lixo Zero é um evento que promove e apresenta uma série de ações para diferentes públicos sobre o quanto é possível mudar para melhor dentro de nossas casas e ambientes de trabalho e ad ministração pública.

Ela apresenta também as ações positivas de empresários que quebram a lógica da poluição e irresponsabilidade com o meio ambiente e sociedade e se tornam exemplo pra novos modelos de negócios.

ORGANIZAÇÃO E PÚBLICO 

Organizado pela Plataforma Ituiutaba Lixo Zero e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e com o apoio da UAITEC, o evento foi gratuito, com duração de duas horas e teve emissão de certificados.

A realização foi na sede da UAITEC, Rua 26 com 9 e 7, nº452 e contou com a presença de um público de mais de 60 pessoas, dentre elas representantes dos seguintes segmentos:

Prefeitura Municipal de Ituiutaba por meio da Secretaria de Governo, da Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Indústria e Comércio e do Centro de Controle de Zoonoses,  Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba, UAITEC, APAE, EMATER, TEAAR – Tijuco Arte e Artesanato, ASETI – Associação Ecológica do Tijuco, CONSERB – Conselho Regional de Brigadistas, FTM – Faculdade Triângulo Mineiro, IFTM – Instituto Federal do Triângulo Mineiro, formadores de opinião das áreas da saúde, ambiental e pública, professores e alunos universitários da UFU, Universidade Federal de Uberlândia e UEMG – Universidade Estadual de Minas Gerais e alunos do Colégio GVC.

Nosso muito obrigado à Rodrigo Sabatini e a toda equipe do Instituto Lixo Zero Brasil e nosso agradecimento especial a todos que participaram. Os convidamos a acompanhar, curtir e compartilhar nossas atividades pelos canais:

https://plataformaituiutabalixozero.wordpress.com/

https://www.facebook.com/plataformaituiutabalixozero

Instagram: @plataformaituiutabalixozero

 

O lixo e o carnaval

Por: Alice Drummond* e Ivana Fontenelle de la Fuente*

alx_carnaval-lixo-blocos-de-rua-20150209-001_original

 “Mas é carnaval, não me diga mais quem é você, Amanhã tudo volta ao normal, deixa a festa acabar, deixa o barco correr….” (Noite dos Mascarados, Chico Buarque)

Sim, é Carnaval, mas infelizmente amanhã nem tudo volta ao normal. Durante os períodos festivos, o aumento na geração de lixo é visível. Estamos no Brasil, comemorando o Carnaval, festa bonita e colorida, mas que sempre termina feia, suja, imunda, com as ruas lotadas de lixo, latas de bebidas, pedaços de fantasias, fora a alimentação “prática” que nos leva aos enlatados e no fim da festa o que sobra são nossos dejetos, lotando as ruas, boeiros e aterros sanitários.

 O que acontece? Por que aumentamos consideravelmente o nosso lixo? Existe um pensamento crítico diante dos fatos? É falta de organização ou de responsabilidade? Seria uma falta de organização gerando a irresponsabilidade? Falta informação? O que é necessário para que possamos pensar em cuidar, não do outro, mas de nós mesmos? Como lhe dar com o “lixo” do outro?  “O que eu tenho a ver com esse lixo?” Sim, o lixo é do outro, mas você já parou para pensar no seu lixo? Você se lembra que o seu lixo também é o lixo do outro?

 No Rio, o Profeta Gentileza escreveu  “Gentileza gera Gentileza” . Assim podemos dizer o mesmo para responsabilidade, comprometimento e asseio, desenvolvimento e qualidade de vida.

 Responsabilidade:

A meta ‘lixo zero” considera o menor índice de lixo (resíduo) no aterro sanitário. O que significa que a responsabilidade é de todos, pois para isso precisamos imediatamente reduzir a produção do nosso lixo. Perguntinhas como: devo mesmo comprar isso? Não há uma embalagem menor? Já nos fazem refletir. Mas sabemos que apenas reduzir o consumo e produção de lixo não é suficiente, temos como responsabilidade identificar seu lixo como resíduo  e destiná-lo adequadamente, ou seja, é dever de todos procurar o melhor fim passando obrigatoriamente pelo reuso ou reciclagem e evitando o aterro sanitário.

Os gestores públicos, empresários e  instituições têm uma grande responsabilidade e devem identificar na educação ambiental uma obrigatoriedade em seus planos de ação para a gestão dos seus resíduos: prevenção, redução, reuso, reciclagem e compostagem com a matéria orgânica devem ser modelos de gestão.

 Comprometimento

Os participantes de um plano de boa gestão dos resíduos sólidos precisam estar comprometidos com a causa e para que isso aconteça é preciso que haja a discussão do tema junto aos públicos. As chamadas públicas, workshops/oficinas, eventos públicos entre outras atividades são boas oportunidades para isso. A população, comprometida, num contexto de boa governança, terá maiores chances de fazer boas escolhas ajudando os governantes a fazerem uma boa gestão. Esse contexto é o que a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero almeja para Ituiutaba e na gestão de resíduos como um todo.

Mas como participar? Como ser uma pessoa lixo zero? É simples, mudando alguns habitos.

Acesse o blog da plataforma e venha trocar informação com a gente: http://www.plataformaituiutabalixozero.wordpress.com  OU entre em contato: lixozeroitba@gmail.com

 *Alice Drummond é consultora em desenvolvimento sustentável especialista em resíduos sólidos pela UnB e mestre pela Sorbonne Nouvelle Paris 3.

* Ivana Fontenelle de La Fuente é relações públicas e  gerente de projetos. Tem uma veia sustentével pulsante e alimenta minhocas com seu lixo orgânico

Mídia G1.Globo/ Tv Integração/Ituiutaba – evento 10 de abril – coleta seletiva e lançamento da plataforma

Chamada ao vivo para o evento do dia 10 de abril – Lançamento da Plataforma

Coleta seletiva é tema de encontro realizado em Ituiutaba, MG Evento marca lançamento de informativo da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero. Encontro ocorre nesta quinta-feira (9), às 8h, na Câmara de Vereadores.

De acordo com o professor Humberto Minéu, os participantes puderam observar o reconhecimento no trabalho de coleta seletiva na cidade e a contribuição desse papel para o bem-estar da sociedade. “Temos uma situação em que a coleta seletiva recolhe menos de 4% do resíduo reciclável gerado na cidade, quando com um potencial acima de 30%, o que é bem significativo”, disse.