Arquivo da tag: informação

Retomando a caminhada em 2017: Associação Plataforma Ituiutaba Lixo Zero: Associe-se!

ASSOCIE-SE E ESTEJA CONOSCO EM BUSCA DE UMA CIDADE SUSTENTÁVEL

Para se associar PREENCHA A FICHA DE ASSOCIADO PILZ AQUI

LOGOPILZCaminhamos em 2016 na certeza de que estamos nos dirigindo a um destino próspero e, por isso, constituímos associação.

“Constitui-se as associações pela união de pessoas que se organizem para fins não econômicos” (Lei 10.406/2002, art. 53)

Associação é uma organização resultante da reunião legal entre duas ou mais pessoas, com ou sem personalidade jurídica, sem fins lucrativos para a realização de um objetivo comum.

Poderíamos dizer que esse foi o grande marco do ano de 2016: reunimos 14 pessoas interessadas e dispostas a se doarem para levar a frente esse projeto que começou em 2014 com a participação mais que especial do professor, mestre e, praticamente, doutor Humberto Minéu.

O fato de termos constituído associação nos traz inúmeras possibilidades, entre elas:

  1. Profissionalização das ações relacionadas a formação e capacitação para o lixo zero | resíduo zero | desperdício zero;
  2. Realização de convênio com órgãos públicos;
  3. Representação da sociedade em eventos e matérias relativas ao meio ambiente;
  4. Ampla divulgação das ações práticas e realizáveis em relação à mudança de comportamento, entre outras…

Para que isso aconteça e para que consigamos elevar nosso nível de entendimento quanto as possibilidades de redução de resíduos, reaproveitamento, reutilização e reciclagem, nós precisamos de vocês, população de Ituiutaba.

Precisamos do interesse de cada um de vocês, e precisamos do apoio também. Precisamos estar aptos a receber a demanda e devolvê-la com alegria. Precisamos de associados que queiram aprender e ensinar, trocando as experiências e elevando o nível de consciência e atuação.

Estamos aqui, trabalhando por isso, porque vemos a cada dia inúmeras crianças chegando ao mundo. Nos deliciamos com seus rostinhos e descobertas. No entanto, acreditamos que, a cada olhar, devemos nos perguntar: o que eu POSSO fazer para amenizar o sofrimento e aumentar as perspectivas dessas crianças que se tornarão adultos, num mundo que, a cada dia, sofre com maiores restrições de recursos naturais?

A conta já está chegando e, nela, somos nós os responsáveis pela dificuldade alheia, a dificuldade que será daqueles que mais amamos: nossos filhos, sobrinhos, netos e queridos amigos.

Não devemos nos esquecer é claro, do presente, e de todas as possibilidades de melhoras das nossas condições atuais. Pode até dar um trabalhinho, mas que vale muito a pena.

Caso tenha dúvidas ou sugestões por favor entre em contato:

  1.  Facebook: Plataforma Ituiutaba Lixo Zero
  2. Email: lixozeroitba@gmail.com
  3. Telefone: 34. 99690 1979

Forte abraço e até breve,

* Alice Drummond – mestre em governança de resíduos sólidos pela Sorbonne Paris 3, consultora em gestão de resíduos sólidos pela Resíduo de Valor e diretora executiva da Associação Plataforma Ituiutaba Lixo Zero

 

 

Anúncios

Educação Ambiental: como ensinar e informar determina a mudança a curto prazo

A Lei 9.795, de 27 de abril de 1999 define a educação ambiental como: os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.

Não somente no âmbito escolar, a educação ambiental deve ser promovida em locais públicos coletivos, em empresas e instituições comerciais e recreativas com o objetivo de expandi-la coletivamente, podendo ser multiplicada pelos diferentes grupos de pessoas em diferentes contextos.

A complexidade da educação ambiental exige que ela seja trabalhada multidisciplinarmente e transversalmente, uma vez que ela está presente nas diferentes disciplinas da vida.

Entender o porquê da mudança de comportamento é fundamental para a própria mudança de comportamento. Ao saber que mais de 90% do nosso lixo pode ser reaproveitado, reutilizado ou reciclado nos sentimos incentivados a fazer a correta separação, não é mesmo? Assim como quando conhecemos os prejuízos resultantes da queima de “lixo” ou quando compreendemos os benefícios de se plantar uma arvore, toda a ação fica mais clara e objetiva. O valor da compreensão se traduz no ato. Atualmente vemos isso no comportamento das crianças. Elas já entendem o que é reciclagem e a importância de se praticá-la. Elas entendem ainda muitas outras coisas que muitas das vezes, nós adultos, passamos despercebidos pelo simples fato de não termos recebido tal informação.

A educação ambiental é uma proposta de postura consciente. De compreensão de que o mundo está em profunda e constante transformação. De evolução do ser no sentido de entender o planeta, os ecossistemas e o momento pelo qual estamos passando: “Hoje, por conta do atual ritmo de consumo, a demanda por recursos naturais excede em 50% a capacidade de reposição da Terra. Se a escalada dessa demanda continuar no ritmo atual, em 2030, com uma população planetária estimada em 8,3 bilhões de pessoas, serão necessárias duas Terras para satisfazê-la”.

Você sabia disso?

a-terra-no-limite-Pop1

Por mais que tenhamos uma população engajada na luta para a preservação de um nível de qualidade de vida justo para as futuras gerações – nossos filhos e netos – precisamos nos engajar nós mesmos, pensando na nossa própria geração que já tem a infelicidade de ver muita coisa na contramão do sistema ambiental atual. É importante lembrar-nos que temos toda a possibilidade de reverter essa história e adotar hábitos sustentáveis.

Conhecer os fatos e compreendê-los nos ajuda certamente a internalizar a mudança e torná-la real por meio do desenvolvimento de nossas competências e aperfeiçoamento de habilidades.

O ser humano é altamente adaptável. Quem faz a coleta seletiva aqui em Ituiutaba nesses onze anos de Copercicla – Cooperativa de Reciclagem de Ituiutaba – sabe muito bem disso. Essas pessoas não concebem, em hipótese alguma, misturar o lixo numa mesma lixeira. Esse é um exemplo de que a mudança é possível, desde que tenhamos a informação e as condições para fazer.

Incentive e colabore com o conhecimento e a educação ambiental. Promova a informação. Conte com a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero.

Fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br/pops/a-terra-no-limite-pop1.shtml

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/ambiente/terra-limite-humanidade-recursos-naturais-planeta-situacao-sustentavel-637804.shtml