Curso de Formação de Lideranças Comunitárias em Saneamento Ambiental *PET Geografia Pontal

agua - saneamento

A UFU/ FACIP convida toda a comunidade para o Curso de Formação de Lideranças Comunitárias em Saneamento Ambiental, que ocorrerá nos dias 20, 21 e 22 de junho, das 14 às 17 horas, no Auditório II da FACIP, situada na Rua Pepino Laterza, 1600, no Bairro Tupã.

O  Curso de Formação de Lideranças Comunitárias em Saneamento Ambiental é  voltado para a comunidade e contará com palestras educativas sobre o correto tratamento de água, assim como a instalação de redes de esgoto, coletas de lixo, entre outras ações de melhoria das condições sociais de higiene pública e relacionadas às questões de saúde.

A preservação e a melhoria da qualidade de vida e do ambiente urbano dependem da atuação de todos e também, da cobrança de ações efetivas do poder público. Por esse motivo é de grande importância a formação/capacitação de toda a comunidade a fim de transformá-la em uma comunidade mais interessada e preocupada com as políticas urbanas do município, especialmente aquelas voltadas para o saneamento ambiental.

logo_petgeo_site

*PET Geografia Pontal

O Programa de Educação Tutorial (PET) une três atividades em um único programa: o ensino, a pesquisa e a extensão. O grupo tem como objetivo desenvolver atividades acadêmicas em padrões de qualidade, contribuir para a formação acadêmica do aluno, estimular a formação profissional, formular novas estratégias de desenvolvimento e modernização do ensino superior no país e estimular o espírito crítico. As atividades realizadas buscam promover a interação do Grupo PET com a sociedade e com a academia, o que enriquece a formação profissional e cidadã dos petianos.

O PET Geografia da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal da Universidade Federal de Uberlândia foi criado em setembro de 2009 e conta atualmente com 8 bolsistas. Para conhecer mais detalhes acesse: http://petgeofacip.blogspot.com.br/

 

 

Anúncios

Esvazie suas gavetas Campanha de descarte de resíduos eletrônicos

Sabe aquele celular que estragou e está na gaveta do quarto?

O notebook que pifou e ficou encostado na prateleira?

A impressora que só funcionou até a Copa de 2014 e você sabe que nunca mais vai consertar?

Livre-se de tudo isso e ajude a tornar nossa cidade mais limpa! E o melhor, não dá trabalho, buscamos esses resíduos eletrônicos na sua casa, é só agendar!!

Campanha_Esvazie suas gavetas_Descarte REEE.jpg

 

A Resíduo de Valor Consultoria e Projetos em parceria com a Plataforma Ituiutaba Lixo Zero está organizando uma campanha de coleta e descarte desses itens, denominados resíduos eletrônicos.

Essa campanha está sendo realizada de terça (14 de junho) à domingo (19 de junho).

Porque participar?

O Brasil recicla apenas 2% do total de resíduos eletrônicos gerado e existem cerca de 500 milhões de aparelhos eletroeletrônicos sem uso nas casas dos brasileiros.

Em um único celular são encontrados 15 tipos metais diferentes, alguns tóxicos, como níquel, cromo, cobalto, chumbo, cadmo, arsênio e mercúrio, que são de exploração com alto impacto ambiental.

Seja parte da solução para mudarmos essa realidade!

Se você tem resíduos eletrônicos em casa e deseja fazer um descarte correto, entre em contato com a Resíduo de Valor e agende seu horário clicando aqui, ou inserindo seu endereço, telefone e horário para o descarte.

O que recolhemos?

Celulares, computadores: desktop e notebook e impressoras.

 

Quem somos e porque estamos fazendo isso?

A Resíduo de Valor é uma empresa que busca ser referência em gestão de resíduos, promovendo impacto positivo na vida das pessoas.

A Plataforma Ituiutaba Lixo Zero é parceira dessa campanha.

O que será feito com esse resíduo?

Todo o resíduo eletrônico coletado vai ser desmontado, separado, descontaminado e enviado de volta a quem pode utilizá-lo na produção de outros bens, não só aparelhos eletrônicos domésticos, mas diversos outros, como equipamentos médicos.

 

Eu pago por esse serviço?

Nosso serviço de coleta é gratuito, mas você pode contribuir para que possamos aumentar essa ação por mais tempo e para outras cidades.

Sugerimos, caso sinto apto, a doar o valor de 50 reais.

DÚVIDAS? Entre em contato:

Alice Drummond: +55.34.9.9690.19 79 – alice.drummond@residuodevalor.com

A Resíduo de Valor aguarda seu contato.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Economize água

*Ana Carolina Abdulmassih

A Plataforma Ituiutaba Lixo Zero, como o próprio nome já diz, trabalha especificamente com gestão de resíduos sólidos, o que a torna, portanto, diretamente ligada às questões de sustentabilidade.

Diante disso, hoje abordaremos um tema um tanto necessário para essa questão, que é a economia de água.

foto água

Quem vive sem água? Ninguém! Pois bem, trata-se de um recurso natural importante, não só para a sobrevivência humana, mas também para a manutenção da sociedade como um todo, sendo que possui relevante importância no processo econômico e industrial de um país.

Embora a Terra seja considerada o “planeta água”, corremos o risco de enfrentarmos falta de água, no futuro, pois, a água doce, que é própria para consumo, refere-se à minoria do total existente, e, lamentavelmente, está ficando cada vez mais poluída, em função das ações humanas diante dos rios, mares e também esgotos.

E como o processo de tratamento para a despoluição é muito caro, é muito importante que haja conscientização para que o desperdício não ocorra.

foto água 2

Por isso, listamos algumas dicas de como obter um consumo consciente de água.

– manter a torneira fechada durante a execução das tarefas do dia-a-dia, como: escovar dentes, barbear, lavar louças etc.;

– na hora do banho, ensaboar com o chuveiro desligado e ser o mais breve possível, a fim de consumir menos água – e também energia;

– manter a válvula da descarga no vaso sanitário sempre regulada;

– usar a máquina de lavar na capacidade máxima;

– não jogar óleo de fritura pelo ralo da pia, pois além de entupir o encanamento, polui e dificulta o tratamento da água;

– observar se há vazamento em encanamento e tomar as devidas providências para contê-lo;

– colocar sistemas de controle de fluxo de água nas torneiras;

– não usar a famosa “vassoura hidráulica”;

– lavar o carro com balde e não mangueira;

– captar a água da chuva com baldes, e claro, reutilizar água sempre que possível.

Além disso, é muito importante que as bacias dos rios sejam cuidadas, pois elas são as responsáveis pela existência das nascentes, nossas fontes de água.

Nesse sentido, podemos tomar algumas medidas, como evitar o corte intensivo de florestas nativas; evitar queimadas; evitar pastoreio intensivo (pois a criação de animais em áreas de cabeceiras é uma forma de agressão aos mananciais); evitar mau planejamento na construção de estradas; evitar loteamento em locais impróprios; dentre outras.

Contudo, o mais importante é conscientizarmos sobre o nosso papel na sociedade e fazer nossa parte, afinal, como diz o ditado: de grão em grão, a galinha enche o papo. Rsrs.

foto água 3

Ana Carolina Abdulmassih – natural de Ituiutaba, estudou Direito na Universidade do Estado de Minas Gerais, filósofa por natureza, apaixonada pela vida e pelas relações sociais inerentes a ela, sempre em busca do saber, crescer e compartilhar, em prol de um mundo mais harmônico e sustentável.

 

 

 

 

 

 

 

7 boas razões para trocar o copo de plástico descartável por uma caneca

*Thiago Lima

 

Uma das boas ideias que pode-se adotar no dia a dia para que você tenha uma vida mais consciente e sustentável, produzindo menos lixo, é a adoção de uma caneca para não utilização de copos plásticos. Uma ideia muito simples que pode ter muito impacto, dependo de como é o seu dia a dia na empresa e fora de casa. Veja abaixo 7 motivos pelos quais você deveria trocar seu copo plástico por uma caneca.

1 – O plástico, quando descartado no meio ambiente, demora anos para se decompor, mais de 200 anos, em média, e é um grande poluidor do meio ambiente.

2 – O plástico não é biodegradável e nem sempre tem como destino a reciclagem.

3 – Para se produzir plástico, gasta-se muita energia elétrica e água, além de material.

4 – O plástico é proveniente do petróleo, recurso não renovável e que a extração demanda um grande impacto ambiental.

5 – Quando o plástico entra em contato com substâncias quentes, como líquidos quentes, no caso do copo plástico, libera substâncias que são consideradas cancerígenas.

6 – A reciclagem de copos plásticos é menos viável se comparada a uma enxaguada de uma caneca comum, por exemplo. Além de caneca, pode-se adotar também uma garrafa de água. Com uma garrafinha sempre por perto fica fácil monitorar o quanto de água se bebe todos os dias.

7 –  Na produção de copos plásticos, a participação do poliestireno descartável é mínima, portanto, todo copo “descartável” utiliza matéria prima extrativa e não sustentável.

 

É isso pessoal! Comece a andar com suas canecas e garrafas e comecem a consumir menos copos plásticos. O meio ambiente agradece.

*Thiago Lima, Tecnologia, Inovação, Educação e Empreendedorismo – É assim que mudamos o Brasil. Sou Engenheiro Eletricista, estudante de mestrado do Rochester Institute of Technology e Diretor de Marketing do site Embarcados. Faço parte da Plataforma Ituiutaba Lixo Zero onde escrevo para esse jornal regularmente.